«A opinião revolucionária internacional está justamente alarmada com a sorte dos camaradas Sacco e Vanzetti que, como não se ignora, foram condenados à morte nos Estados Unidos da América [...]. «Sobre os consulados americanos de todos os países caem protestos, moções, telegramas contra o iníquo assassinato, pois que os indivíduos incriminados estão inocentes dos crimes que lhes imputam e vão ser executados por serem simplesmente anarquistas.» É desta forma que O Comunista, órgão do Partido Comunista Português, de 30 de Outubro de 1921 informa os trabalhadores portugueses do caso de Niccola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, dois trabalhadores italianos que emigraram para os EUA e se envolveram na luta pelo fim da exploração do homem pelo homem. O julgamento desencadeou uma longa e tenaz onda de protestos em todo o mundo, tendo inspirado dezenas de artistas a criar livros, peças de teatro, filmes, músicas e pinturas. Um desses artistas foi Howard Fast, um prolífico escritor que publicou dezenas de livros mas se destacou sobretudo pelo seu papel incontornável na divulgação do romance histórico. Vários dos seus livros tiveram adaptações para o cinema, de que se destaca Spartacus. Foi, como outros militantes comunistas americanos, chamado a depor perante o Comité das Actividades Anti-Americanas, onde se recusou a fornecer nomes, sendo por isso condenado a três meses de prisão. Faleceu em 2003, aos 88 anos de idade.

 

 
Não há novos eventos